História

17 jun 2014

CENTENÁRIO DA DIOCESE DE CAJAZEIRAS (1914/15 – 2014/15)

Pe. Antonio Luiz do Nascimento

INTRODUÇÃO

Aqui vão estas anotações em vista da celebração do Centenário da Diocese de Cajazeiras. Uma visão panorâmica da caminhada histórica e religiosa da porção do povo de Deus, nestes sertões.

Esta contribuição não pretende ser um trabalho de história com feição acadêmica. Falta-lhe muito para tanto…

Trata-se de uma abordagem inspirada na história dos cem anos de fundação e instalação da Diocese de Cajazeiras. Quem sabe se não incentivará uma verdadeira e própria pesquisa sobre o assunto?

História e religião, nem sempre concordes, vão definindo a trajetória de um povo (indígenas, negros, portugueses e outros), que avança, desfraldando a bandeira da ciência e da fé.

A saga do Padre Rolim nestes rincões paraibanos preparou, sem dúvida, o terreno para a semeadura do desenvolvimento, que propiciou a criação da Diocese que, em breve, fará cem anos.

Ele, o Padre Mestre, congnominado “o sábio do Norte“, “civilizador paraibano”, “Educador de Cajazeiras” ─ misto de sábio e de santo ─ foi pioneiro, entre tantos outros, ao fundar a Escolinha da Serraria (1829) e a Escola de Cajazeiras (1836), que se transformaram no Colégio, já no ano de 1843.

Em 1915, Dom Moisés Coelho assumiu, como seu primeiro bispo, a Diocese de Cajazeiras. Em cem anos, sete bispos, sucessores dos Apóstolos, com dezenas de sacerdotes, religiosos, religiosas, agentes de pastoral, foram as testemunhas privilegiadas do Evangelho, aqui anunciado.

1 – A DIOCESE DE CAJAZEIRAS: DOS ANTECEDENTES HISTÓRICOS AOS NOSSOS DIAS

1.1 – BANDEIRANTES E PIONEIROS

1.2 – CRIAÇÃO DA DIOCESE DE CAJAZEIRAS

2. CAMINHOS DA FÉ NOS MEANDROS DA HISTÓRIA

2.1 – NAS ASAS DA HISTÓRIA

2.2 – NAS ASAS DA RELIGIÃO

 

3 – DE DOM MOISÉS COELHO A DOM JOSÉ GONZÁLEZ

3.1 –PRIMEIRO BISPO: DOM MOISÉS SIZENANDO COELHO (1915 ─1932)

3.2 – SEGUNDO  BISPO:  DOM   JOÃO    DA    MATA     ANDRADE  e  AMARAL (1934 ─ 1941)

3.3 – TERCEIRO  BISPO: DOM HENRIQUE GELAIN  (1945 ─ 1948)

3.4 – QUARTO  BISPO:   DOM   LUÍS   DO   AMARAL   MOUSINHO  (1948 ─1952)

3.5 – QUINTO  BISPO:  DOM   ZACARIAS   ROLIM   DE   MOURA  (1953 ─1990)

3.6 – SEXTO BISPO: DOM MATIAS PATRÍCIO DE MACEDO (1990 ─ 2000)

3.7 – SÉTIMO   BISPO:    DOM    JOSÉ    GONZÁLEZ    ALONSO  (2001 – …)

 

 CONCLUSÃO

Nos últimos cem anos de sua criação e instalação, a Diocese de Cajazeiras fincou as raízes da fé apostólica e marcos de cultura, nestes rincões sertanejos. Passado e futuro se dão as mãos, na encruzilhada do presente carregado de esperança e de experiência vivida, fazendo história, na trilha dos bandeirantes e pioneiros.

A obra educacional realizada pelo Padre Rolim, que “repercutia em toda a região sertaneja e em alguns municípios das Províncias do Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco”, resultou na fundação do Colégio, em 1843 (cf. LEITÃO, p. 48). O pioneirismo do Padre Mestre Inácio de Sousa Rolim inspirou o surgimento de muitos outros “educandários” no território da Diocese, quais farois de ciência e fé.

A Rainha dos Apóstolos, invocada como Nossa Senhora da Piedade, a quem Padre Rolim e Mãe Aninha dedicaram a capela que construíram, onde depois foi edificada a primeira Catedral, abençoe a Diocese de Cajazeiras e a oriente nos caminhos da nova história, anunciando o Evangelho, no seguimento de Jesus Cristo, que é o mesmo, ontem e hoje, e será sempre o mesmo (cf. Hb 13,8).

BIBLIOGRAFIA

 ANUÁRIO Estatístico da Diocese de Cajazeiras (1915-1932).

João Pessoa: A Imprensa.

LEITÃO, Deudedit. O Educador dos Sertões ─ Vida e Obra do Padre Inácio de Sousa Rolim. Teresina: Estado do Piauí, 1991. (Com “introdução” de Sebastião Moreira Duarte.)

PIRES, Heliodoro. Padre Mestre Inácio Rolim ─ Um trecho da colonização do Norte brasileiro e o Padre Inácio Rolim. 2. ed. atual., com introdução e notas de Sebastião Moreira Duarte. Teresina: Estado do Piauí, 1991.

SOUZA, Antonio José de. CAJAZEIRAS nas Crônicas de um Mestre-Escola. João Pessoa: Universitária, UFPB, 1981.